Na sessão plenária desta quinta-feira 13/06, durante o primeiro expediente, o deputado Salmito (PDT) demonstrou sua indignação com a fala do deputado André Fernandes (PSL), na Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, na sessão plenária de ontem (12/06).

Em seu pronunciamento, Salmito leu trecho da fala do deputado André Fernandes que diz o seguinte: “diariamente, chegam pessoas no meu gabinete denunciando que os próprios deputados da Casa são envolvidos com facções criminosas”. O debate era sobre a redução dos índices de violência no Ceará.

“Isso é muito grave”, argumenta Salmito e lança um desafio. “Fazer uma acusação dessa sem comprovar e sem dizer os nomes dos deputados… diga os nomes, deputado André! Se o interesse de Vossa Excelência é público, diga os nomes. Não pense que estamos aqui para perseguir ou abafar. Isso interessa ao povo cearense”, destacou Salmito.

Ainda segundo Salmito, não se pode jogar isso na tribuna da forma como foi feito. “Essa Casa tem Código de Ética, como lembrou o deputado Elmano (PT) em seu pronunciamento. Não pode ficar essa dúvida. Cada deputado aqui tem uma história, um trabalho, uma luta. Ninguém chegou aqui por decreto, nomeado. Foi voto popular”, desabafou.

Salmito ressaltou que não está defendendo a Assembleia Legislativa, pois ela (AL) não é do partido A ou B. ” É do povo do Ceará”, defendeu. “Se alguém tem envolvimento com facções criminosas que se abra um processo como manda o Código de Ética desta Casa”,pontuou.