A Comissão Especial de Desenvolvimento das Regiões de Planejamento do Estado, da Assembleia Legislativa(AL), se reuniu na manhã desta quinta-feira (06/06), no Complexo das Comissões Técnicas da Casa e debateu ações do projeto Ceará 2050.

Para o deputado Salmito, presidente do colegiado, ações bem-sucedidas se viabilizam com roteiros a médio e longo prazo como o projeto Ceará 2050 que busca construir, junto com a sociedade e o poder público, ações e diretrizes para que o Estado avance nas políticas públicas. “Um projeto muito bem-feito, com rigor científico e técnico, com sensibilidade social, ouvindo a sociedade, ouvindo todos os atores da nossa realidade cearense em todas as regiões de planejamento do Estado” ressaltou o parlamentar.

Ainda, segundo o deputado, essa é a primeira experiência de planejamento a longo prazo importante para que seja possível avançar na política de Estado que é tão necessária para que a população cearense tenha mais oportunidades sociais e produtivas. “Uma grande experiência. Um grande momento. Ganhamos todos”, destacou Salmito.

Um dos coordenadores do projeto, José de Paula Barros Neto, apresentou as fases trabalhadas no Ceará 2050. “Começamos com planejamento, diagnóstico e análise para depois pensar na visão de futuro, buscando grandes objetivos para o Estado”, apontou.

Sobre a Comissão Especial, o coordenador disse que uma das estratégias do projeto é a territorialidade. “Como essa comissão discute a questão dos territórios, o Ceará 2050 tem tudo a ver com isso. Ela (comissão) traz a questão regional e podemos transpor as ideias do projeto para cada região. Assim, essa comissão vai ajudar bastante nesse sentido”, justificou Barros Neto.

Airton Ibiapina Montenegro, que também coordena o Ceará 2050, destacou que o projeto é uma decisão do Estado de avançar mais. “Avançamos muito em planejamento hídrico, por exemplo, e é importante que possamos buscar estratégias também a longo prazo. Uma boa política pública tem resultado se perpassa pelas administrações e por isso, os projetos de avanços precisam ser sólidos e ininterruptos, sendo não apenas uma política de Governo, mas uma iniciativa e cobrança do povo”, salientou.

Estavam presentes na reunião os deputados Salmito (PDT), Audic Mota (PSB), Nezinho Farias (PDT), Sérgio Aguiar (PDT), e o também coordenador do Ceará 2050, Antônio Nunes de Miranda.

A Comissão, que tem como objetivo debater e construir agenda propositiva em relação ao planejamento estratégico das regiões cearenses, agendou para o próximo dia 12 de junho, às 14h30, mais uma reunião na Federação das Indústrias do Estado do Ceará (Fiec).